DeAmazônia

MENU
Atualizado em 04/12/2017

Festival de Cirandas encerra com show dos grupos em Manacapuru

Festival de Cirandas de Manacapuru foi realizado neste fim de semana

Festival de Cirandas encerra com show dos grupos em Manacapuru Brincantes da Ciranda Tradicional

DEAMAZÔNIA MANACAPURU, AM -Com o tema “Manacapuru, o início da história foi assim", o grupo Ciranda Tradicional encerrou a segunda noite do 21º Festival de Cirandas do município, na noite de sábado (2/11). O evento, que tem apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC). Também se apresenta nesta noite de domingo a Ciranda Flor Matizada,

 

O secretário de Cultura, Denilson Novo, compareceu à segunda noite de apresentações no Parque do Ingá junto ao secretário Chefe da Casa Civil, Sidney Leite, e ressaltou a importância do Festival de Cirandas para a população de Manacapuru.

 

“O Festival de Cirandas de Manacapuru é de suma importância para o calendário cultural do Amazonas. A proposta do atual Governo é de superação de desafios por amor à causa pública, e com as cirandas não foi diferente. Porém, mais do que nunca, percebemos a importância do trabalho da capacitação da produção cultural. A partir de agora damos início a um novo tempo em que possamos estruturar as cirandas para que elas possam caminhar com mais autonomia e independência e garantir suas apresentações”, afirmou Denilson.

 

O diretor geral da Ciranda Tradicional, Bruno Lima, classificou a 21ª edição do evento como o “festival da superação”. “Foi um festival atípico porque, devido às eleições, não pudemos realizar em agosto, mas tínhamos esperança que pudéssemos ter apoio para o evento ainda este ano. Todos nos esforçamos, demos a mão e batalhamos pelo festival porque nossa rivalidade é só dentro da arena, fora dela somos todos unidos. O governo e a Secretaria de Cultura nos abraçaram e deram uma estrutura que nem esperávamos ter para este ano, então, acho que só vamos melhorar no futuro”, disse.

 

Presidente da Ciranda Guerreiros Mura, que abriu a primeira noite de festival, sexta-feira (1º/12), com o tema “Amazônia, o Amor e a Bravura de um Guerreiro Cirandeiro”, Rildo Conde Teles declarou que o evento ficou além da expectativa. 

 

“Hoje tivemos cerca de 10 mil pessoas no Parque do Ingá e isso foi uma satisfação muito grande para nós, que esperávamos um movimento bem menor. Isto se deve à estrutura montada na arena e oferecida pela Secretaria de Cultura e Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural, com uma sonorização que apenas sonhávamos em ter no passado. O resultado da competição neste ano pouco nos importa, queríamos mesmo colocar as cirandas na arena”.

 

Público - Mesmo realizado fora de época, o empresário Eduardo Martins Campelo, 56, afirmou que o Festival de Cirandas precisa continuar a ser realizado todo os anos, pois é parte da história do município. 

 

“Este ano, devido às eleições, o evento foi realizado de forma atípica, porém, ele precisa continuar independente das questões políticas. O festival acontece há mais de 20 anos em Manacapuru, é uma das festas mais importantes do Estado e do País e tem que ser realizado sempre, pois é da nossa cultura e não pode se perder”, ressaltou.

 

Pela primeira vez no festival, a aposentada Nazaré Teles, 69, elogiou as apresentações no Parque do Ingá. “Nasci e me criei aqui, porém, fiquei muitos anos longe da terra e não tive a chance de prestigiar o Festival de Cirandas. Acho que está muito bonito, estou me divertindo muito, é algo que traz alegria para o povo e não pode ser esquecido”, disse.

 

Terceira noite - Na noite deste domingo, a partir das 21h, a apresentação da Ciranda Flor Matizada, com o tema ‘Luz’, encerra a 21ª edição do Festival de Cirandas de Manacapuru. A presidente do grupo Vanessa Mendonça declarou que a apresentação será resultado da perseverança das agremiações durante o ano. “Nós vivemos ciranda o ano todo, temos muito orgulho do que somos e da nossa cultura. Lutamos muito para que o festival fosse realizado e nossa apresentação vai levar todos estes sentimentos para a arena”, destacou.

Sobe Catracas

ROBÉRIO BRAGA, ex-secretário de Cultura do AM

Foi eleito presidente da Academia Amazonense de Letras para o biênio 2018/2019, ano do centenário da entidade

Sobe Catracas

YEDO SIMÕES, presidente do TRE/AM

Corte Eleitoral do Amazonas voltou a ser elogiada publicamente pelo TSE pela condução das últimas eleições 

Desce Catracas

ERALDO CB, prefeito de Boa Vista do Ramos

TJ/AM determinou que reitegre ao emprego agente de segurança desligado do emprego sem justificativa

Desce Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

TRE cassou mandato dele e do vice Mário Abrahão por irregularidade na prestação de contas e recorre agora no cargo 

BASTIDORES