DeAmazônia

MENU
Atualizado em 10/11/2017

Servidora demitida após denunciar abuso de secretário de Figueiredo vai ao MP

Kamila Fernanda pediu providências ao Ministério Público e medida protetiva após ameaças

Servidora demitida após denunciar abuso de secretário de Figueiredo vai ao MP Alexandre Lins, ex-secretário de Turimo

DEAMAZÔNIA PRESIDENTE FIGUEIREDO, AM - A turismóloga Kamila Fernanda, demitida da Prefeitura de Presidente Figueiredo, por denunciar o então secretário de Turismo, Alexandre Lins, por abuso sexual e moral, vai ao Ministério Público nesta sexta-feira (10/11) pedir que a Justiça promova a reintegração dela ao trabalho. 

 

Exonerada no dia 06 deste mês,  kamila terá um encontro com a promotora de Justiça da Comarca de Presidente Figueiredo, Romina Carmen Brito Carvalho, para pedir que a Justiça determine ao prefeito Romeiro Mendonça o relotamento dela no quadro de servidores do município. Também será ajuizado processo por danos morais.

 

Para o advogado de Kamila, Alexandre Tolentino, o ato de demissão do prefeito é nulo. Além disso, o prefeito cai em contradição quando tenta justificar a punição a servidora. Nesta quinta-feira para a TV Amazonas Romeiro disse que o motivo foi por “faltas ao trabalho”, mas para Portal DeAMAZÔNIA ele argumentou que teria sido “quebra de confiança”, sem mencionar que conduta irregular ela teria cometido.

 

Para o advogado de Kamila, Após denunciar o secretário de Turismo a polícia, Kamila Fernanda, sofria ainda retaliações do ex-chefe no trabalho, e em seguida foi demitida sumariamente pelo prefeito Romeiro, sem obedecer critérios administrativos.

 

AMEAÇAS 

Kamila também registrou boletim de ocorrência na delegacia de Polícia por ameaças. Quatro funcionárias da Prefeitura denunciaram também Alexandre Lins a polícia por assédio.

 

Em áudio, que vazou nas redes sociais, o ex-secretário de Turismo estaria conversando com uma das mulheres que denunciou ele, e que depois desistiu da causa, por pressão. Neste diálogo,  ele humilha esta servidora que também o denunciou e também cita ameaças a Kamila.

DEMORA DO MP

Por causa disso, kamila Fernanda ingressou com pedido de medida protetiva na Justiça. Porém, apesar de apresentar provas ao MP o caso não prosperou. O pedido já tramita no Fórum de Justiça há quase um mês e nada foi resolvido. Romina Carmen Brito é promotora na Comarca de São Sebastião do Uatumã e tem competência ampliada para Presidente Figueiredo. Ou seja, a promotora tem que dividir sua atividade ministerial entre esses dois municípios.

  

Alexandre Lins pediu demissão no início desta semana, após repercussão do caso. 

 

MEIDAS

DEAMAZONIA.COM.BR 

Sobe Catracas

JUNIOR LEITE, prefeito de Maués

Maués venceu a guerra com município da Bahia e obtve Registro de Indicação Geográfica, de propriedade industrial do guaraná do Ministério da Agricultura

Sobe Catracas

MARCELO DUTRA presidente do IPAAM e titular da SEMA

Encontro de Gestores das 43 Unidades de Conservação visa melhorar as estruturas físicas e o aumento do número de servidores

Desce Catracas

BETO D'ANGELO, prefeito de Manacapuru

Ministério Público pede o cancelamento de quatro processos seletivos realizados em 2017 pela Prefeitura por suspeitas de irregularidades

Desce Catracas

KEYTON PINHEIRO, presidente da Câmara de Coari

Dos 15 vereadores da Câmara nenhum deles se manifestou sobre contrato de R$ 10 milhões feito com duas empresas para eventos enquanto população reclama do sistema de saúde 

BASTIDORES