Quinta, 30 de junho de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 20/06/2022

Galeria a céu aberto expõe arte nas ruas e pontos turísticos de Parintins

‘Roteiro das Artes’, implantado com apoio do Governo do Amazonas, tem mais de dois mil metros quadrados e envolveu 90 artistas de Parintins

Galeria a céu aberto expõe arte nas ruas e pontos turísticos de Parintins Galeria a céu aberto expõe arte nas ruas e pontos turísticos de Parintins (Foto: Bruno Zanardo/Secom)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Quem passeia pelas ruas de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) já notou que um colorido diferente deu vida nova a vários pontos da cidade. O Roteiro das Artes, uma galeria a céu aberto com mais de dois mil metros quadrados espalhados pela Ilha Tupinambarana, expressa a arte parintinense em suas variadas formas, cores e manifestações culturais.

 

Com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), a galeria a céu aberto conta com obras que envolveram 90 profissionais do município, gerando emprego e renda para os artistas do segmento de artes visuais.

Muro do cemitério de Parintins também recebeu obras de arte (Fotos: Bruno Zanardo/Secom)

 

O roteiro faz parte do “Circuito +Cultura”, que traz diversas opções culturais gratuitas para a população.

 

A principal obra está na fachada do Centro Cultura de Parintins - Bumbódromo, que se transformou em um mural gigante, com quase 800 metros quadrados.

 

Intitulada “Vitória da Cultura Popular”, a pintura é assinada pela dupla de artistas parintinenses Curumiz, composta por Alziney Pereira e Kemerson Freitas.

Curumiz - Kemerson Freitas e Alziney Pereira – assinam o grafite de 30 metros, na fachada do Bumbórodo (Fotos: Bruno Zanardo/Secom)

 

“Para nós é uma honra estampar o templo sagrado da arte parintinense, que é o Bumbódromo. Essa valorização do Governo em demonstrar esse carinho pelos artistas depois de dois anos afastados do festival, enfrentando uma pandemia que levou várias vidas, isso é muito legal tanto para nós artistas quanto para os parintinenses e para quem está vindo para o festival”, ressaltou Alziney Pereira, 26.

Curumiz - Kemerson Freitas e Alziney Pereira – assinam o grafite de 30 metros, na fachada do Bumbódromo (Fotos: Bruno Zanardo/Secom)

 

Para executar o mural, concluído em 20 dias, a dupla contou com outros dois ajudantes. Foram utilizados 138 litros de tinta líquida e em spray. A obra virou atração turística e motivo de orgulho para o duo Curumiz.

 

“A ideia principal é celebrar a nossa brincadeira, nossa cultura parintinense que voltou depois de dois anos. É um êxtase como artista, a gente é parintinense, entregar essa obra feita por parintinenses, para Parintins, no maior templo do festival. É um êxtase grande para a gente, é o nível máximo que a gente conseguiu como objetivo de artista”, declarou Kemerson Freitas.

 

Galeria a céu aberto em Parintins (Fotos: Bruno Zanardo/Secom)

 

O secretário da pasta, Marcos Apolo Muniz, ressaltou o envolvimento de artistas no projeto.

 

“O governador Wilson Lima determinou que todos os profissionais envolvidos, dentro e fora da disputa entre Caprichoso e Garantido, sejam filhos de Parintins e estamos orgulhosos desse projeto, que reúne talentosos artistas e trabalhadores da ilha dos bumbás, o que destaca ainda mais a qualidade da arte amazonense”, afirmou o secretário.

 

Arte para todos

Para além das ruas principais, rota da maioria dos turistas que vão a Parintins, o Roteiro das Artes levou novos ares também para áreas de bairros mais distantes do agito da Ilha. É o caso do muro da Mini Vila Olímpica da cidade, localizado no bairro Palmares.

A obra “Entre a biografia e a arte”, do artista visual Josinaldo Mattos, traz um misto de vivências pessoais com o imaginário do caboclo parintinense. As pinturas permitem uma interação com quem passa pelo muro.

 

“É muito importante, eu vejo como um reconhecimento dos artistas que trabalham a arte urbana em Parintins, que há muito tempo vêm lutando e fazendo seus trabalhos. A arte urbana é isso, é dialogar, a pessoa olha para a nossa arte, ela interage com a nossa arte e isso é muito gratificante para a gente como artista”, pontuou Josinaldo.

 

Mistura de estilos

Já o artista Pito Silva experimentou a mistura de diversas técnicas para colorir o muro do Planeta Boi com a obra “Arte nas periferias de Parintins”.

 

“Eu me desafiei, usando várias técnicas que eu utilizo no meu trabalho em uma composição só. Parintins tem uma identidade artística e cultural que expressa a diversidade e tem muita coisa que vai além do boi bumbá”, apontou Pito.

 

“Todos nós olhamos para Parintins como a terra dos artistas. Muitas vezes essa cidade ficou apagada, principalmente no período da pandemia, muitos artistas passaram por dificuldades, a arte como um todo foi afetada. Um projeto como esse veio dar oportunidade e incentivar todo aquele potencial que ficou guardado, isso nos deixa muito feliz”, acrescentou o artista visual.

 

Roteiro das Artes:

Mural Vitória da Cultura Popular

Endereço: Centro Cultural Bumbódromo de Parintins - Avenida Nações Unidas, Centro

 

Excultura

Endereço: Estrada Parintins, Macurany

 

Grafismo Sateré-Mawé

Endereço: Muro da Escola Estadual Thomaszinho Meireles – Rua Fausto Bulcão, Palmares

 

Aquário Amazônico

Endereço: Muro da Quadra Silvio Myoto –Rua Marechal Castelo Branco, Centro

 

Arte Ribeira

Endereço: Comunidades do Bom Socorro do Lago do Zé Açu – Vila Amazônia e Ilha das Guaribas (zona rural de Parintins)

 

Letreiro Eu Amo Parintins

Endereço: Estacionamento do Cais do Porto de Parintins – Rua Vieira Júnior, Centro

 

Monumentos artísticos

Endereço: Estacionamento do Cais do Porto de Parintins – Rua Vieira Júnior, Centro

 

Mural Memorial das Artes

Endereço: Muro da Rádio Alvorada de Comunicação – Rua Governador Leopoldo Neves, Centro

 

Mostra permanente Sons de Parintins

Endereço: Hall do 2º andar do Prédio Novo no Centro de Estudos Superiores de Parintins da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) – Estrada Odovaldo Novo, bairro Dejard Vieira

 

Levi Gama e o universo mágico do Caboclo

Endereço: Muro da Rádio Clube de Parintins – Estrada Odovaldo Novo, bairro Dejard Vieira

 

Jarbas Lobão e os seres encantados da Amazônia

Endereço: Muro da Rádio Clube de Parintins – Estrada Odovaldo Novo, bairro Dejard Vieira

 

Pito Silva: arte nas periferias de Parintins

Endereço: Muro do Planeta Boi – Estrada Odovaldo Novo, bairro Djard Vieira

 

Dermison Salgado: dia e noite nas ruas da cidade

Endereço: Rua Álvaro Maia, Centro

 

Dennis Amoedo e a força das mulheres parintinenses

Endereço: Rua Gomes de Castro, bairro Centro

 

Miguel Carneiro: festas e tradições da Ilha Tupinambarana

Endereço: Muro do Cemitério – Rua Clarindo Chaves, Centro

 

Evanil Maciel: memória afetiva dos bois-bumbás

Endereço: Liceu de Artes e Ofícios Claudio – Avenida Nações Unidas, Centro

 

Andrew Viana: os povos indígenas do Brasil

Endereço: Muro do Estádio Municipal – Avenida Nações Unidas, Centro

 

Josinaldo Mattos: entre a biografia e a arte

Endereço: Muro da mini Vila Olímpica – Rua Maués, Palmares

Sobe Catracas

JENDER LOBATO, presidente do boi Caprichoso

Boi Caprichoso sagrou-se campeão do Festival Folclórico de Parintins 2022, vencendo rival por 8 décimos

Desce Catracas

ANTÔNIO ANDRADE, presidente do Boi Garantido

Boi Garantido perde o Festival de Parintins e enfrenta crise com debandada de levantadores