Sexta, 27 de maio de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/01/2022

UTIs só têm casos de covid entre não vacinados e arrependidos, diz médica

Ludhmila Hajjar, que foi cotada para assumir o Ministério da Saúde ano passado, afirmou ainda que em duas semanas, os sistemas de saúde deverão entrar em colapso no Brasil

UTIs só têm casos de covid entre não vacinados e arrependidos, diz médica Ludhmila Hajjar, médica cotada para assumir o Ministério da Saúde, em 2021 (Foto: Reprodução)

DEAMAZÔNIA BRASÍLIA - A cardiologista Ludhmila Hajjar, que foi cotada para assumir o Ministério da Saúde no ano passado, afirmou que a grande maioria dos pacientes internados em UTIs, no país, não se vacinou contra a Covid-19.

 

Em entrevista ao jornal O Globo, Hajjar classificou como “brutal” a diferença no impacto da contaminação pela variante ômicron entre as pessoas que tomaram a vacina, aos não imunizados ou que não completaram o ciclo de imunização.

 

As UTIs estão atualmente só com casos de Covid entre os não vacinados. Os imunizados dificilmente passam do atendimento ambulatorial. Como intensivista, tenho visto cada vez mais pacientes internados arrependidos de não terem sido vacinados. Eles chegam com a forma grave da doença, se arrependem, porém, já é tarde.

 

Hajjar também afirmou na entrevista que, em aproximadamente de duas semanas, o sistema de saúde brasileiro deve colapsar.

 

A médica foi cotada para assumir o Ministério da Saúde no lugar do ex-chefe da pasta, o general Eduardo Pazuello, em março de 2021. No entanto, recusou o convite do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Sobe Catracas

GLAUCIVAN SILVA, artista plástico

Foi o vencedor do concurso do Cartaz Oficial do Festival de Parintins 2022

Desce Catracas

JAIR SOUTO, prefeito de Manaquiri (AM)

Grupo de 52 prefeitos, dos 62 chefes de Executivo, esvaziou Associação de Municípios Amazonenses, que ele presidia, e criou outra entidade