Domingo, 16 de janeiro de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 26/11/2021

Garimpeiros começam a deixar o Rio Madeira, após anúncio de operação da PF

Há duas semanas, garimpeiros instalaram mais de 300 balsas para exploração de ouro, em frente a comunidade Rosarinho, em Autazes; VÍDEO

Garimpeiros começam a deixar o Rio Madeira, após anúncio de operação da PF Garimpeiros começam a deixar o Rio Madeira, após anúncio de operação da PF

DEAMAZÔNIA AUTAZES, AM - Garimpeiros que invadiram, há duas semanas, o Rio Madeira, em Autazes, em busca de ouro, nas proximidades da comunidade do Rosarinho, começaram a deixar a localidade nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (26).

 

A saída acontece após o anúncio de que a Polícia Federal e órgãos de controle e ambientais realizariam uma operação na área. 

 

A informação foi repassada ao Portal deAMAZÔNIA pelos moradores de Autazes.

 

"Só sobraram umas 30, pelo que eu contei", disse um morador, sobre a saída dos garimpeiros. 

 

Nesta quinta-feira (25), o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, anunciou que o governo preparava uma estratégia para retirar os garimpeiros da localidade, com Ibama, Marinha e PF.

 

Há duas semanas que 300 balsas, empurradores e dragas estavam instaladas em frente à comunidade do Rosarinho, formando um bairro flutuante, em Autazes, no entroncamento com Nova Olinda do Norte, Borba e Novo Aripuanã, para exploração de ouro.

 

Os garimpeiros usam lanchas a jato para encurtar a viagem desde Manaus, pela BR-319.

 

Após a repercussão das imagens, o Ministério Público Federal (MPF) informou que já tinha cobrado de órgãos e autarquias federais e estaduais providências para reprimir e desarticular o garimpo ilegal na calha do Rio Madeira e demais afluentes.

 

As recomendações foram direcionadas ao Ibama, Exército, Marinha, PF, Agência Nacional de Mineração (ANM) e Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

VEJA VÍDEO FEITO HOJE (26):

 

Sobe Catracas

CLEINADO MARINHO, diretor de produção

Dirigiu filme de animação com personagens indígenas em cenário pandêmico, que passa em São Gabriel da Cachoeira, e será lançado no Youtube

Desce Catracas

AGUINALDO MARTINS, ex-prefeito de Manaquiri (AM)

Após dez anos, foi processado pelo MPAM acusado de integrar esquema de emissão de notas frias para fraude no fornecimento de combustíveis, em seu mandato de 2012