Domingo, 28 de novembro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 24/11/2021

The Guardian diz que garimpeiros avançam no Rio Madeira amparados pela política de Bolsonaro

Greenpeace sobrevoou a área invadida em massa por garimpeiros e disse ao jornal britânico que Amazônia virou terra sem lei

The Guardian diz que garimpeiros avançam no Rio Madeira amparados pela política de Bolsonaro Centenas de jangadas de dragagem operadas por garimpeiros ilegais no Rio Madeira (Foto: Reprodução/Facebook/Silas Laurentino)

DEAMAZÔNIA AUTAZES, AM - O jornal britânico The Guardian deu destaque para a invasão de garimpeiros que avança há dois dias pelas águas do Rio Madeira, próximo de Autazes (AM).

 

O jornal disse que ambientalistas exigem ações urgentes para conter “corrida do ouro aquático ao longo de um dos maiores afluentes do rio Amazonas”.

 

Segundo o jornal, a “vasta flotilha” começou a se formar no início deste mês, após rumores de que um grande depósito de ouro foi encontrado nas proximidades.

 

 “Eles estão ganhando um grama de ouro a hora lá embaixo”, afirma um garimpeiro em uma gravação de áudio obtida pelo jornal Estado de São Paulo.

 

Aproximadamente 640 balsas de garimpo ilegal montaram um “bairro flutuante”, em busca de ouro, em frente a comunidade do Rosarinho. As movimentações de balsas enfileiradas foram confirmadas na região dos municípios de Autazes e Nova Olinda do Norte. 

 

O The Guardian cita ainda que a indústria de mineração ilegal multimilionária do Brasil se intensificou desde a eleição do presidente Jair Bolsonaro, em 2018.

 

“Um nacionalista de extrema direita que apoia os garimpeiros selvagens que navegam nos rios e nas florestas tropicais da Amazônia em busca de ouro”, diz trecho da matéria, quando se refere à Bolsonaro.

 

O jornal britânico ouviu ainda Danicley Aguiar, um ativista do Greenpeace, que sobrevoou a flotilha de mineração na terça-feira (23), e disse que ficou surpreso com a magnitude da operação ilegal ocorrendo a apenas 75 milhas a leste da cidade de Manaus.

 

“Trabalho na Amazônia há 25 anos. Eu nasci aqui e vi muitas coisas terríveis: tanta destruição, tanto desmatamento, tantas minas ilegais. Mas quando você vê uma cena como essa, você tem a sensação de que a Amazônia foi lançada nesta espiral de liberdade para todos. Não há regras. É como se estivéssemos morando em Mad Max”, afirma o ativista.

Sobe Catracas

MÁRIO DE MELLO, presidente do TCE-AM

Recebeu a Medalha de Honra ao Mérito 'Desembargador Décio Erpen', durante o 87º Encontro de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil, no Maranhão

Desce Catracas

MATHEUS ALMEIDA, prefeito de Monte Alegre (PA)

Justiça Eleitoral cassou o mandato dele e do vice, por antecipação do pagamento de 13º salário às vésperas da eleição 2018