Quarta, 10 de agosto de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/11/2021

Atrás de ouro, garimpeiros invadem Autazes (AM) e fazem bairro flutuante

Invasão em massa de garimpeiros no rio Madeira impressiona e assusta moradores da comunidade Rosarinho, no entroncamento com Nova Olinda, Borba e Novo Aripuanã

Atrás de ouro, garimpeiros invadem Autazes (AM) e fazem bairro flutuante Atrás de ouro, garimpeiros invadem Autazes (AM) e fazem bairro flutuante (Reprodução/Imagens Eduardo Sampaio)

DEAMAZÔNIA AUTAZES, AM - Mais de 24h após garimpeiros invadirem em massa o Rio Madeira, nas proximidades da comunidade do Rosarinho, em Autazes, em busca de ouro, nenhuma ação dos órgãos ambientais e das autoridades ocorreu neste tempo.

 

Ontem (22/11), a invasão de dezenas de balsas, empurradores, barcos e todo o aparato para extração de ouro no rio, assustou e causou medo aos moradores. Um bairro flutuante se instalou em frente à localidade. 

 

A comunidade do Rosarinho fica a 13 quilômetros da sede do município de Autazes.  

 

O lugar é um entroncamento, onde moradores de Nova Olinda do Norte, Borba e Novo Aripuanã usam lanchas a jato para encurtar a viagem desde Manaus, pela BR-319.

 

O Ipaam (Instituto de Proteção Ambiental) foi informado da invasão em massa de garimpeiros. Ao site BNC, o presidente do órgão, disse que iria pedir apoio da Secretaria de Segurança do Amazonas.

 

Conforme explicou, essas grandes movimentações acontecem quando há disseminação de que em determinado lugar alguém encontrou ouro. Contudo, ressalta que a atividade na região é ilegal.

ASSISTA O VÍDEO:

Sobe Catracas

DOM LEONARDO STEINER, arcebispo de Manaus

Foi escolhido pelo Papa Francisco para ser o primeiro cardeal da região amazônica do Brasil, em defesa da floresta e tribos indígenas

Desce Catracas

WILLIAM FONSECA, prefeito de Oriximiná (PA)

MPPA investiga suposta promoção pessoal do prefeito, que teria 'enfeitado' a cidade durante o Círio de Santo Antonio, com seu slogan de campanha