Domingo, 28 de novembro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/11/2021

No Amazonas, Omar e Randolfe entregam ao MPF e MP relatório final da CPI da Pandemia

Documento foi entregue em mãos ao procurador chefe do MPF, Thiago Corrêa e ao procurador geral do MP/AM, Alberto Nascimento Júnior

No Amazonas, Omar e Randolfe entregam ao MPF e MP relatório final da CPI da Pandemia No Amazonas, Omar e Randolfe entregam ao MPF e MP relatório final da CPI da Pandemia (Foto: Ascom/MPF-AM)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Os senadores Omar Aziz (PSD) e Randolfe Rodrigues (Rede) entregaram, pessoalmente, ao Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, o relatório final decorrente das investigações realizadas no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia de Covid-19, em reunião realizada nesta segunda-feira (22).


O documento foi recebido pelo procurador-chefe da unidade, Thiago Corrêa, pela procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Michele Corbi e pelo coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPF no Amazonas, Henrique Valadão. Com dois volumes, o relatório será analisado e encaminhado ao ofício responsável por analisar as diversas situações denunciadas pela CPI.

 

“Todos nós temos uma cultura de vacina. O brasileiro nunca foi contra a vacina. Os grandes erros que o país cometeu foi não fazer as barreiras sanitárias logo no início, em seguida foi propagar medicação sem comprovação científica e negar a eficácia, bem como não querer comprar a vacina. Manaus foi uma das primeiras cidades a contrair o vírus devido à falta de barreiras sanitárias”, afirmou Omar Aziz, que presidiu a CPI da Pandemia.

Membros da CPI da Pandemia entregaram relatório final da Comissão à autoridades do Amazonas (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

 

Logo em seguida a cúpula da CPI da Pandemia esteve no Ministério Público do Amazonas e entregou também a cópia do relatório final ao procurador-geral de Justiça, Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior.

 

 “Usaram o amazonas como cobaia com o chamado ‘kit covid’ e com o ‘Tratecov’. As pessoas tomaram esses medicamentos acreditando que salvariam suas vidas e muitos vieram a óbito. O Amazonas não precisava vivenciar aquelas cenas horríveis de pessoas morrendo com falta de oxigênio. Por isso, hoje pela manhã entregamos o relatório também no ao procurador geral Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, para contribuir com o trabalho de investigação que o órgão já tem em andamento”, afirmou Aziz.

 

Espero que tudo que aconteceu no país sirva de exemplo, um exemplo ruim, para que não volte a acontecer.

 

A CPI da Pandemia pediu o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro, do governador do Amazonas, Wilson Lima e do ex-secretário de Saúde, Marcelus Campelo. O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e a médica Mayra Pinheiro, secretária de gestão do Ministério da Saúde, conhecida capitã Cloroquinas também estão entre os indiciados.

 

“Com as cobranças que fizemos durante a CPI, a vacinação avançou muito e continua a avançar. O que vemos hoje é o número de imunizados subir diariamente e o de mortes reduzir. Espero que tudo que aconteceu no País sirva de exemplo, um exemplo ruim, para que não volte a acontecer”, finalizou o presidente a Comissão Parlamentar de Inquérito.

 

O senador Eduardo Braga (MDB) também era membro da CPI.

 

O boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde do Estado (FVS/AM) aponta, nesta segunda-feira (22/11), o total de 13.794 mortes por covid-19 no Amazonas.    

Sobe Catracas

MÁRIO DE MELLO, presidente do TCE-AM

Recebeu a Medalha de Honra ao Mérito 'Desembargador Décio Erpen', durante o 87º Encontro de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil, no Maranhão

Desce Catracas

MATHEUS ALMEIDA, prefeito de Monte Alegre (PA)

Justiça Eleitoral cassou o mandato dele e do vice, por antecipação do pagamento de 13º salário às vésperas da eleição 2018