Quarta, 27 de outubro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 04/10/2021

WhatsApp, Facebook e Instagram fora do ar no mundo todo

Andy Stone, gerente de comunicação do Facebook, usou o Twitter, para informar a queda nos serviços, nesta segunda (4), mas não disse o motivo

WhatsApp, Facebook e Instagram fora do ar no mundo todo (Foto: Reprodução)

Facebook, Instagram e WhatsApp sofrem uma queda generalizada nesta segunda-feira (4/10), o que afeta seus serviços globalmente, como a empresa já reconheceu em várias mensagens na rede social Twitter.

 

Por enquanto, o Facebook, que também é dono do Instagram e do WhatsApp, não deu nenhuma explicação sobre o que causou o problema.

 

Na ausência dessa explicação, os especialistas acreditam que a falha se deve a problemas com o sistema de nomes de domínio da Internet (DNS por sua sigla em inglês).

 

A queda geral ocorre em um momento muito delicado para a empresa, sob os holofotes nas últimas semanas por uma investigação jornalística que expôs documentos internos que revelam como a companhia estava ciente da toxicidade do Instagram para muitos adolescentes.

 

Em mensagem postada no Twitter, Andy Stone, gerente de comunicação do Facebook, afirmou por volta das 13h, no horário de Brasília: “Estamos cientes de que algumas pessoas têm problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para que tudo volte ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente“.

 

As contas do Facebook e do WhatsApp no Twitter replicam a mesma mensagem neste momento.

Os problemas começaram por volta das 13h e impediram completamente o funcionamento dos três aplicativos: as informações não puderam ser atualizadas, enviadas ou recebidas.

LEIA MAIS EM EL PAÍS

Sobe Catracas

MÁRIO FLÁVIO NOVO JR, designer e empreendedor

Software de gestão para automatizar tarefas nas áreas de gestão fiscal e financeira, criado pelo parintinense, ganha destaque nacional e faz sucesso em bares e restaurantes

Desce Catracas

WILLIAM FONSECA, prefeito de Oriximiná (PA)

Teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores, acusado de contratar 1,5 mil servidores temporários, sem processo seletivo