Quarta, 27 de outubro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 18/09/2021

Juíza suspende assembleia de contas do Garantido, para que todos os sócios participem

Presidente do Garantido autorizava entrar na assembleia geral somente o sócio quite com mensalidades

Juíza suspende assembleia de contas do Garantido, para que todos os sócios participem Presidente Antonio Andrade

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - A juíza plantonista de Parintins, Larissa Padilha Roriz Penna, decidiu suspender uma assembleia geral extraordinária do boi Garantido, que estava sendo realizada na manhã deste sábado (18), para prestação de contas do primeiro ano da gestão do presidente Antônio Andrade.

 

O motivo é que o atual havia determinado adentrar a Cidade Garantido, em Parintins, para participar da reunião, somente os sócios adimplentes com suas obrigações estatutárias.

 

Antônio notificação a notificação judicial no meio da assembleia, dada às 8h - com a presença de poucos associados - e comunicou a suspensão da reunião.

 

“[...] Apesar do artigo 10 asseverar ser dever do associado manter adimplida as contribuições mensais, o art. 9º do Capítulo IV que trata dos direitos e deveres dos associados, só condiciona o adimplemento das mensalidades para o recebimento de kit oficial no período pré-festival. Nada falando, portanto, quanto à participação de assembleia geral ”, diz trecho de decisão da magistrada.

 

Em outubro de 2020, em pleno pico da pandemia, quando Antônio foi eleito presidente, todos os sócios foram liberados para votar, independente de estarem adimplentes ou não.

 

Na decisão, a juíza Larissa Roriz determina ainda que o presidente do boi apresente, num 'prazo de cinco dias, a lista dos associados aptos a votarem, bem como comprovar a não exclusão de associado para participar de assembleia geral designada sob alegação de inadimplência' . A ação foi ingressada na Justiça pelo ex-presidente do boi, Adelson Albuquerque. 

 

Embora a agremiação receba recursos públicos, Antônio Andrade também proibiu a Imprensa de fazer cobertura jornalística da assembleia geral, na Cidade Garantido. Em entrevista, o presidente alegou questões internas, para impedir a imprensa de cobrir toda a reunião. Após a suspensão da assembleia, Antônio disse que era um 'democrata'.

 

Informações de bastidores é de que o Conselho Fiscal recomendaria a reprovação das contas do presidente.   

VEJA A DECISÃO DA JUSTIÇA:

 

 

 

 

 

Sobe Catracas

MÁRIO FLÁVIO NOVO JR, designer e empreendedor

Software de gestão para automatizar tarefas nas áreas de gestão fiscal e financeira, criado pelo parintinense, ganha destaque nacional e faz sucesso em bares e restaurantes

Desce Catracas

WILLIAM FONSECA, prefeito de Oriximiná (PA)

Teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores, acusado de contratar 1,5 mil servidores temporários, sem processo seletivo