Quarta, 27 de outubro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/09/2021

TSE deve marcar eleições de Coari para 7 de novembro ou 5 de dezembro

Após cassação de Adail Filho, Coari escolherá novo prefeito

TSE deve marcar eleições de Coari para 7 de novembro ou 5 de dezembro Catedral de Coari (Foto: Divulgação/Prefeitura de Coari)

DEAMAZÔNIA COARI, AM - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai definir, na sessão plenária do dia 24 de setembro (sexta-feira), a data da eleição suplementar que vai eleger o novo prefeito de Coari (a 370 quilômetros de Manaus).

 

Os prováveis candidatos do pleito são Keitton Pinheiro (primo do prefeito cassado, Adail Filho) e Robson Tiradentes Junior.

 

Com base no Calendário de realização de eleições suplementares de 2021 do Tribunal, o pleito deve ocorrer nas datas de 7 de novembro ou 5 de dezembro.

 

As datas foram definidas na portaria 875/2020. (VEJA AQUI O CALENDÁRIO)

 

No final de abril, o relator do processo, ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto rejeitou recurso do prefeito cassado de Coari, Adail Filho e do vice Keitton Pinheiro, e, em consonância com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), decidiu pela inelegibilidade e cassação de Adail.

 

Adail é acusado de exercer um “terceiro mandato” e infringir o art. 5º da Constituição Federal que proíbe o acúmulo de mais de três mandatos por um mesmo grupo familiar. ‘Adailzinho’ é filho do também ex-prefeito Adail Pinheiro.

 

O grupo político de Adail continua no poder do município, tendo como prefeita interina Dulce Menezes, tia de Adail Filho.

Sobe Catracas

MÁRIO FLÁVIO NOVO JR, designer e empreendedor

Software de gestão para automatizar tarefas nas áreas de gestão fiscal e financeira, criado pelo parintinense, ganha destaque nacional e faz sucesso em bares e restaurantes

Desce Catracas

WILLIAM FONSECA, prefeito de Oriximiná (PA)

Teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores, acusado de contratar 1,5 mil servidores temporários, sem processo seletivo