Segunda, 20 de setembro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 05/08/2021

Após culpar governadores por mortes, Bolsonaro chama Wilson Lima de ‘nosso governador’

Na posse de Ciro Nogueira, presidente disse que ele e governador passaram momentos difíceis no combate a pandemia no Amazonas: 'pessoa importantíssima'; VÍDEO

Após culpar governadores por mortes, Bolsonaro chama Wilson Lima de ‘nosso governador’ Presidente Jair Bolsonaro e governador do Amazonas, Wilson Lima ( Foto: Carolina Antunes/PR)

DEAMAZÔNIA BRASÍLIA - Ontem (4/8), na posse do novo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, presidente Jair Bolsonaro [ sem partido ] mudou o tom do discurso contra o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC).

 

Apesar de Wilson caminhar alinhado a Bolsonaro, o presidente não poupava ninguém nos seus discursos e acusava os governadores de responsáveis pelas mortes na pandemia.

 

No dia 16 de junho, Bolsonaro chegou a criticar o governador do Amazonas por não comparecer a CPI da Pandemia. Wilson foi amparado por decisão da ministra do Supremo, Rosa Weber.

 

"Vocês viram a decisão da ministra Rosa Weber?", perguntou a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. "Nem precisa ver. Querem investigar quem mandou o dinheiro, não quem possivelmente tenha desviado. E pode comparecer e ficar quieto também", afirmou.

 

A CPI da Pandemia apura omissões e responsabilidade do governo Bolsonaro na pandemia. Um dos focos é o boicote a vacina e a falta de oxigênio, em Manaus, que resultou em várias mortes por sufocamento.

 

Nesta quarta (4), Wilson estava na cerimônia de posse de Ciro Nogueira. Não é a primeira vez que o Palácio convida o governador do Amazonas para cerimônias com Bolsonaro, em Brasília. Ele é um dos poucos governadores, dessa lista.

 

“Vejo aqui também Wilson Lima, o nosso governador do Amazonas. Passamos momentos difíceis juntos por ocasião da pandemia, algo que nem esperava que podia acontecer no pico do mal da covid no seu Estado. Todos nós corremos para socorre-lo. Você foi também, obviamente, uma pessoa importantíssima para que os meios chegasse de forma mais rápida ao seu estado”, afirmou o presidente.

ASSISTA:

Bolsonaro se referia a covid-19, como ‘gripizinha’. No pico da pandemia no Amazonas o Ministério da Saúde enviou para Manaus o kit covid, remédios sem eficácia, defendidos pelo presidente, para tratar os pacientes e ignorou a necessidade urgente de oxigênio. São mais de 13.500 mortes por covid no Estado.

        

Sobe Catracas

IZABELLE RIBEIRO, cantora

Amazonense de 14 anos está na final do 'The Voice Kids', da TV Globo

Desce Catracas

ANTÔNIO ANDRADE, presidente do Boi Garantido

Justiça mandou suspender assembleia geral do bumbá que proíbia a entrada de sócios inadimplentes