Segunda, 20 de setembro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 02/08/2021

Todos os 15 ex-presidentes do TSE e o Barroso divulga nota em defesa da urna eletrônica

Outro ponto reiterado foi o de que o processo eletrônico de votação já possui diversas etapas de auditoria

Todos os 15 ex-presidentes do TSE e o Barroso divulga nota em defesa da urna eletrônica Ministro Barroso

BRASIL 247 - “A contagem pública manual de cerca de 150 milhões de votos significará a volta ao tempo das mesas apuradoras, cenário das fraudes generalizadas que marcaram a história do Brasil”, o texto da nota.

 

Os ministros voltaram a frisar que desde 1996, quando se implantou a urna eletrônica, não foi documentado nenhum episódio de fraude no sistema eleitoral. A adoção do voto individual em papel não tem impedido as suspeitas de fraudes nos países que ainda o adotam, argumenta o texto.

Outro ponto reiterado foi o de que o processo eletrônico de votação já possui diversas etapas de auditoria, que podem ser acompanhadas de perto pelos partidos políticos, bem como por representantes das mais diversas instituições, como a Procuradoria-Geral da República (PGR), a Polícia Federal (PF), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e universidades, entre outros.

 

“A Justiça Eleitoral, por seus representantes de ontem, de hoje e do futuro, garante à  sociedade  brasileira  a  segurança,  transparência  e  auditabilidade  do  sistema.  Todos  os ministros,  juízes  e  servidores  que  a compõem continuam comprometidos  com  a  democracia brasileira, com integridade, dedicação e responsabilidade”, completa a nota, que pode ser lida na íntegra no portal do TSE.

 

A impressão de cada voto depositado na urna eletrônica encontra-se em discussão no Congresso, por meio de uma Proposta Emenda à Constituição (PEC), e é defendida por membros do governo federal, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, como uma espécie de garantia física do resultado eleitoral

Sobe Catracas

IZABELLE RIBEIRO, cantora

Amazonense de 14 anos está na final do 'The Voice Kids', da TV Globo

Desce Catracas

ANTÔNIO ANDRADE, presidente do Boi Garantido

Justiça mandou suspender assembleia geral do bumbá que proíbia a entrada de sócios inadimplentes