Segunda, 20 de setembro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/07/2021

"Quem decide eleição é a Constituição, não os militares", diz Marcelo Ramos

Vice-presidente da Câmara disse que ameaça de golpe militar "precisa ser combatida pelos Poderes e sociedade"

Marcelo Ramos, deputado federal

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O mais novo alvo de Bolsonaro, vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), reagiu, por meio de Nota Oficial, à informação de que o ministro da Defesa, Walter Braga Neto, teria ameaçado a realização das eleições.

 

“Numa democracia, quem decide se tem ou não eleição não são os militares e sim a Constituição que eles juraram defender e cumprir. Portanto, se realmente houve o episódio, o ministro da Defesa, Braga Neto, se afasta do seu juramento militar e envereda por um golpismo que precisa ser combatido duramente pela sociedade, pelos Poderes e pelas instituições democráticas”, disse o deputado amazonense, que tem protagonizado diversos embates com o presidente Bolsonaro.

 

“A notícia de que o presidente Arthur Lira foi claro ao presidente Bolsonaro se postando ao lado da Democracia e da Constituição é uma questão importante”, completou.

Sobe Catracas

IZABELLE RIBEIRO, cantora

Amazonense de 14 anos está na final do 'The Voice Kids', da TV Globo

Desce Catracas

ANTÔNIO ANDRADE, presidente do Boi Garantido

Justiça mandou suspender assembleia geral do bumbá que proíbia a entrada de sócios inadimplentes