Sábado, 12 de junho de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 05/06/2021

Rio Negro atinge 30 metros em Manaus, pela primeira vez na história

Cheia ultrapassou em 3 cm a maior cheia dos últimos 119 anos

Rio Negro atinge 30 metros em Manaus, pela primeira vez na história Imagem da medição do porto de Manaus no dia 1º de junho, quando superou a cheia de 2012 (Foto: Ruan Souza / Semcom)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Pela primeira vez na história, o Rio Negro atingiu, na manhã deste sábado (5/6), a cota de 30 metros em Manaus. Nas últimas 24 horas as águas subiram 1 cm, segundo medição do Porto da capital do Amazonas.

 

O nível ultrapassou, em 3 cm, a maior cheia dos últimos 119 anos (desde 1902).

 

No dia 30 de maio, o rio se igualou ao mesmo nível da cheia histórica de 2012, com 29,97 metros. Na terça-feira, dia 1º de junho, a cota ultrapassou, pela primeira vez, a enchente de 2012 com 29,98 metros.

 

As construções de Manaus são feitas com base na cota de 30 metros. Sendo assim, esse nível alcançado pode gerar estragos cada vez maiores.

 

Em Manaus, mais de 24 mil famílias foram prejudicadas em pelo menos 15 bairros da capital. Ao todo, foram construídos mais de 9 mil metros de pontes de madeira, as chamadas marombas, nas regiões mais afetadas.

 

Em praticamente todo o Amazonas, a cheia causa inundações. De acordo com dados da Defesa Civil, mais de 400 mil pessoas estão afetadas. Dos 62 municípios, 48 estão em situação de emergência.

Sobe Catracas

RENATO MEDICIS, presidente da Águas de Manaus

Para incentivar vacinação contra a Covid-19, concessionária irá oferecer transporte a todos colaboradores, com mais 40 anos, que forem se vacinar

Desce Catracas

RAIMUNDO FONSECA, ex-presidente da Câmara de Japurá

Tribunal de Contas do Amazonas reprovou as contas dele, referentes a 2015, e aplicou multa de R$ 100 mil