Sábado, 12 de junho de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 02/06/2021

STF autoriza abertura de inquérito contra Salles por suspeita de favorecer madeireiros

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, deve prestar depoimento à Polícia Federal em até 30 dias

STF autoriza abertura de inquérito contra Salles por suspeita de favorecer madeireiros O ministro Ricardo Salles (Foto: Marcos Correa/PR)

BRASÍLIA - A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia autorizou, nesta quarta-feira (2), a abertura de inquérito contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, suspeito de favorecer madeireiros que atuam ilegalmente na Amazônia.

 

O pedido partiu da Procuradoria-Geral da República (PGR) após uma notícia-crime apresentada pelo ex-superintendente da Polícia Federal do Amazonas, Alexandre Saraiva. 

 

Saraiva acusa Salles de tentar atrapalhar a Operação Handroanthus, que investiga um esquema de desmatamento ilegal na região.

 

A ministra também determinou que prestem depoimento os proprietários rurais envolvidos nos fatos citados e os agentes de fiscalização do Ibama e da própria PF. 

 

Ela ainda autorizou a requisição de cópia dos procedimentos de fiscalização ambiental e a tomada de depoimento de Salles. 

 

As diligências precisam ser cumpridas em até 30 dias, segundo decisão da magistrada.

 

Esta é a segunda investigação contra Salles no STF. A primeira está sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes, que resultou até em operação de busca e apreensão contra o ministro do Meio Ambiente e foi batizada de Operação Akuanduba.

Sobe Catracas

RENATO MEDICIS, presidente da Águas de Manaus

Para incentivar vacinação contra a Covid-19, concessionária irá oferecer transporte a todos colaboradores, com mais 40 anos, que forem se vacinar

Desce Catracas

RAIMUNDO FONSECA, ex-presidente da Câmara de Japurá

Tribunal de Contas do Amazonas reprovou as contas dele, referentes a 2015, e aplicou multa de R$ 100 mil