Sábado, 12 de junho de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/05/2021

Parintins reduz toque de recolher para 22h às 5h e libera esportes coletivos

Comitê de Combate ao Coronavírus tomou a decisão com base na queda de contaminações, internações e óbitos por Covid no município

Parintins reduz toque de recolher para 22h às 5h e libera esportes coletivos Parte central de Parintins, com Catedral em primeiro plano (Foto: Yuri Pinheiro)

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - Devido à queda de contaminações, internações e óbitos em decorrência da Covid-19 em Parintins, o Comitê Gestor de Combate ao Coronavírus definiu nesta sexta-feira (7/5), a flexibilização do toque de recolher e liberação de práticas esportivas coletivas. O uso de máscaras segue sendo obrigatório no município.

 

Com as definições do comitê, o toque de recolher passa a ser, a partir desta sexta, das 22h às 05h da manhã. As práticas esportivas estão liberadas sem público e as competições estão proibidas.

 

Restaurantes, bares, lanchonetes e balneários privados estão liberados a funcionar com 50% da lotação. Realização de festas e eventos com público seguem proibidos. As medidas valem por 15 dias.

 

Em razão da liberação das práticas esportivas coletivas, a Prefeitura vai fiscalizar e organizar atividades com educadores físicos em campos  e ginásios públicos e fiscalizar espaços privados, a fim de manter o controle sanitário. O trabalho vai ser executado pela Coordenadoria de Esportes do Município.

 

Outra medida definida pelo Comitê Gestor de Combate ao Coronavírus é o aumento da fiscalização do uso de máscaras. "A população precisa usar máscara. Não é porque você foi vacinado com a primeira ou segunda dose que já está liberado do uso de máscara. Não podemos deixar de usar máscara. Essa fiscalização vai ser maior e vamos multar quem a gente encontrar sem máscara, como também exigir que os estabelecimentos comerciais e públicos proíbam a entrada de qualquer cidadão sem máscara", anunciou o prefeito e presidente do comitê gestor, Bi Garcia.

Sobe Catracas

RENATO MEDICIS, presidente da Águas de Manaus

Para incentivar vacinação contra a Covid-19, concessionária irá oferecer transporte a todos colaboradores, com mais 40 anos, que forem se vacinar

Desce Catracas

RAIMUNDO FONSECA, ex-presidente da Câmara de Japurá

Tribunal de Contas do Amazonas reprovou as contas dele, referentes a 2015, e aplicou multa de R$ 100 mil