Terça, 18 de maio de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 04/05/2021

Depoimento de Pazuello na CPI da Covid é adiado para o dia 19

Ex-ministro da Saúde afirmou ter entrado em contato com doentes de Covid-19 nos últimos dias

Depoimento de Pazuello na CPI da Covid é adiado para o dia 19 Ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello (Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados)

BRASÍLIA - Em comunicado enviado à CPI da Covid, na tarde desta quarta-feira (4), o Exército propôs ao Senado que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello seja ouvido no próximo dia 19.

 

A instituição dos militares propôs que o depoimento do general fosse virtual, mas o senador Omar Aziz (PSD-AM), que preside a Comissão Parlamentar de Inquérito, destacou a necessidade de o ex-titular da pasta prestar de forma presencial os esclarecimentos sobre o gerenciamento da pandemia.

 

O ex-ministro cancelou o seu depoimento, marcado para esta quarta-feira (5), alegando ter tido contato com pessoas suspeitas de Covid-19.

 

Pazuello chegou até a fazer um treinamento com assessores do Planalto antes de ir à CPI e ficou "muito nervoso", de acordo com interlocutores. Temperamento do militar preocupa o governo. 

 

A CPI começou a ouvir nesta terça-feira (4) o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Outro ex-titular da pasta, Nelson Teich, falaria nesta terça, mas o seu depoimento foi adiado para às 10h desta quarta (5/5). 

 

Para esta quinta-feira (6) estão marcados os depoimentos do ministro Marcelo Queiroga e do presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres. 

Sobe Catracas

DOMINGOS CHALUB, presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas

TJAM faz história ao ficar acima da 'média Brasil', em relação às Metas Nacionais do CNJ no ano de 2020

Desce Catracas

BETO D'ÂNGELO, prefeito de Manacapuru (AM)

MP/AM abriu um inquérito contra a Prefeitura para investigar suposta apropriação dos valores do Fundo Previdenciário Municipal