Domingo, 11 de abril de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 05/04/2021

CIF fecha 16 estabelecimentos por descumprimento de decreto, em Manaus

Os agentes dos órgãos fizeram vistorias em 81 estabelecimentos autuaram 12 bares e restaurantes

CIF fecha 16 estabelecimentos por descumprimento de decreto, em Manaus CIF fecha 16 estabelecimentos por descumprimento de decreto, em Manaus

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Da última sexta-feira (02/04) até a madrugada desta segunda-feira (05/04), a Central Integrada de Fiscalização (CIF) fechou 16 locais com aglomeração de pessoas, sendo três desses de festas clandestinas. Os agentes dos órgãos fiscalizadores, ao todo, fizeram vistorias em 81 estabelecimentos, além autuar 12 bares e restaurantes por descumprimento do decreto governamental, durante o final de semana.

 

Na noite de sexta-feira, o Jr Burguer e o Boteco do Cavalo foram autuados pelos agentes da Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) e Corpo de Bombeiros. Na zona sul, o Deck Gastrobar, que já é reincidente, foi interditado. O proprietário foi conduzido para a central de flagrantes, que funciona na Delegacia Geral.

 

No sábado (03/04), o supermercado Bom Preço, localizado na avenida Adalberto Vale, bairro Betânia, zona sul da capital, foi autuado por diversas infrações sanitárias. No local, foram encontradas carnes impróprias para o consumo e clientes sem máscaras. A festa clandestina “Resenha com churras”, que acontecia no Japiim, foi encerrada pelos agentes da CIF.

 

Nove cafés regionais e balneários de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus) foram vistoriados pela CIF, na manhã de domingo (04/04). Os proprietários dos estabelecimentos receberam apenas orientações.

 

Na noite de domingo (04/04), o bar Frigideira, na avenida Laguna, bairro Planalto, zona centro-oeste de Manaus, foi autuado pela Visa e pelos agentes do Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM). O Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) realizou três autuações a veículos estacionados em locais proibidos.

 

Na mesma noite, uma festa clandestina foi encerrada. O bar do Lázaro e o bar Rabelo’s foram fechados pelos agentes da CIF por aglomeração de pessoas.

 

CIF fluvial – Três balneários e um flutuante foram fechados na tarde de domingo pelos agentes da CIF. Na praia da Lua, a barraca Valdemar Marques, o restaurante da Vovó Helena e a barraca da Loura foram autuados pela Visa. O flutuante SUP Amazonas também foi fechado, sendo notificado pela Marinha do Brasil. As quatro situações apresentavam aglomeração, presença de banhistas e atendimento em mesas.

 

A CIF, coordenada pela SSP-AM, conta com apoio das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e do Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM).

 

Denúncias – As informações referentes a estabelecimentos que estejam descumprindo o decreto estadual ou locais que estejam promovendo aglomerações, podem ser denunciadas através do 190 ou do número 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

 

Sobe Catracas

SHOGO SHIMA, estudante

Amazonense de 18 anos gabaritou prova de Matemática e Suas Tecnologias ao acertar as 45 questões no Enem 2020

Desce Catracas

JACIARA PICANÇO, vice-prefeita de Terra Santa (PA)

Vice-prefeita e mais quatro servidores municipais e ex-servidores tiveram bens bloqueados pela Justiça no total de R$ 1 milhão, por licitação irregular na saúde entre os anos de 2011 a 2015