Terça, 18 de maio de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 01/12/2020

LEÃO AZULAY - O currículo

LEÃO AZULAY - O currículo Leão Azulay é publicitário

O cidadão escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga de Celso de Mello, gabou-se de seu currículo. Uma pós-graduação em uma Universidade na Espanha constava em seu currículo. Faltou combinar com os espanhóis.

 

Quando consultada, a Universidade informou que Kassio Marques, fez um curso de quatro dias, sem relação nenhuma com pós em coisa nenhuma. Era, segundo a Universidade, um simples ouvinte.

 

Para Kassio, houve um erro de tradução. Erro frequente nos homens que Bolsonaro escolhe. Vide os indicados para o MEC. Todos tinham no currículo cursos fictícios no exterior.

 

Ricardo Sales diz que é aluno de um mestrado em Yale e nem matriculado está nessa Universidade.

 

A ex-presidente Dilma Roussef também incluiu em seu currículo, cursos imaginários na Unicamp. Não colou.

 

Em 1988, com 22 anos, ganhei um curso de idiomas e artes na Universidade de Jerusalém, em Israel. Era um curso de verão, sem valor acadêmico. Tentei concluí-lo, mas era muito chato.

 

Com três semanas me despedi dos colegas e fui saracotear em Tel Aviv, mesmo assim recebi um certificado de inscrição. Vou até procurá-lo, para acrescentar ao meu currículo. Quem sabe um dia...

 

*O autor é publicitário*

Sobe Catracas

DOMINGOS CHALUB, presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas

TJAM faz história ao ficar acima da 'média Brasil', em relação às Metas Nacionais do CNJ no ano de 2020

Desce Catracas

BETO D'ÂNGELO, prefeito de Manacapuru (AM)

MP/AM abriu um inquérito contra a Prefeitura para investigar suposta apropriação dos valores do Fundo Previdenciário Municipal